Blog

Consumidora é condenada a indenizar loja por excessos nas reclamações feitas em rede social.


A 6a. Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal condenou uma consumidora a indenizar uma loja de móveis em R$ 2.000,00 (dois mil reais) por extrapolar o direito de reclamar nas redes sociais. Em primeiro grau a consumidora havia sido condenada em R$ 10.000,00 (dez mil reais), no entanto, o Tribunal de Justiça reduziu o valor da condenação.

A consumidora comprou 2 poltronas de mostruário na loja, e após a entrega percebeu que uma delas estava rasgada. No momento da entrega a consumidora  assinou o recibo sem fazer qualquer ressalva, e somente depois reclamou do produto no site Reclameaqui, bem como no seu perfil do facebook.

Seguem abaixo alguns dos trechos escritos pela consumidora nas redes sociais:
"os donos da loja não devem nem saber que lidam com gerentes mal intencionados e de caráter duvidoso"; "todos nós que utilizamos o site do Reclame aqui, e que buscarmos o nome dessa loja, saberemos a má vontade, e falta de comprometimento que vocês têm solucionar um problema do cliente"; "coisa de loja de quinta classe"; "merda de atendimento, tanto pelos diretores, gerentes da loja, quanto pelo site quanto por qualquer lugar que tentamos contato"; "nessa loja, os gerentes são super perdidos, e os diretores mal intencionados, pois devem ganhar rodos de dinheiro com políticos que mobíliam suas casas, e não se interessam se pagam caro, ou se os móveis estão em perfeito estado".

Na decisão o magistrado apontou que a consumidora excedeu o seu direito de reclamar e diversas vezes generalizou o atendimento não só da loja, de modo geral, mas também de todos os funcionários e gerentes da mesma, o que corroborou para decisão da forma em que foi prolatada.

Importante lembrar que algumas reclamações quando colocadas em rede social são capazes de iniciar o declínio de um estabelecimento comercial, de modo que estas, quando forem feitas devem ser de modo moderado, sempre com a linguagem verdadeira e provas das reclamações externadas nas redes sociais.

Portanto, se você tem o hábito de reclamar nas redes sociais, fique ciente dos problemas que pode ter, caso ultrapasse o limite do aceitável pelo direito de liberdade de expressão e sempre registre suas reclamações  também na própria empresa, pois é ela quem pode resolver mais rapidamente seu problema.

Erro ao enviar o e-mail
Email Enviado Com Sucesso!